Aprenda como fazer uma LAJE corretamente!




A laje é o elemento estrutural de uma edificação responsável por transmitir as ações que nela chegam para as vigas (ou diretamente para os pilares no caso de lages fungiformes) que a sustentam, e destas para os pilares.

Normalmente configura-se por uma lâmina horizontal, e seu material mais comum é o concreto armado.


1. Escoramento

Esta é a primeira providência e uma das etapas mais importantes na execução de sua laje pré-fabricada.
O escoramento deve ser feito antes da colocação das vigotas, apoiado em base firme e sob escoras utilize pedaços de tábua para uma melhor distribuição de cargas no solo.
Todos os vãos acima de 1,30 m devem ser escorados com linhas de escora (ver tabela 01) colocadas no sentido inverso ao apoio das vigas.
Utilize tábuas de 30 cm em pé apoiadas em pontaletes com dimensão de 3" x 3". Os pontaletes devem ser distanciados e contra-ventados a 1,5 m cada. 





2.Aplicação de Contra-flecha

A contra-flecha é utilizada como um recurso para compensar as conseqüências indesejáveis das deformações devido a ação das cargas nas lajes. A contra-flexa deve ser aplicada na fase de execução do escoramento de acordo com o projeto de montagem da laje ou das medidas de contra-flechas aplicadas.




3. Montagem de Laje 

Distribua as vigas de cada vão de acordo com o sentido e tamanho indicado na planta de montagem, é necessário que estas vigas apoiem no mínimo 5 cm sobre o respaldo das paredes.
Inicie a montagem com a viga junto a uma das extremidades e prossiga a distribuição colocando entre elas uma lajota em cada extremidade, não deixe folgas e mantenha a distribuição sempre no esquadro.
Coloque o restante das lajotas e marque os pontos de luz com a colocação da lajota furada ou da caixa de luz.
Cuidado, nunca caminhe diretamente sobre as lajotas, utilize tábuas para transitar sobre a laje até a concretagem.






4. Nervura de travamento 

Para garantir maior estabilidade na sua laje e reduzir o efeito das deformações é necessário a execução de nervuras transversais sempre que haja cargas concentradas a distribuir (paredes) ou quando o vão for superior a 4.00 m, exigindo-se duas nervuras se o vão ultrapassar a 6.00 m.



5. Armadura de Distribuição e Ferragem Negativa

A armadura de distribuição deve ser utilizada em todas as lajes, a ferragem deve ser distribuída no sentido transversal às vigotas com ferros na bitola 5.0 (3/16") espaçadas no máximo a cada 30 cm. Esta armadura é importante, pois evita o fissuramento do concreto de cabeamento.
A ferragem negativa é utilizada para garantir a situação de apoio das vigas tanto nas laterais como nos apoios intermediários formando a continuidade nos encontros de vigas. Deve ser distribuída no mesmo sentido das vigas.






6. Concretagem

Molhar muito bem as lajotas e vigas antes do lançamento do concreto para evitar que as peças absorvam a água do concreto. Utilize o traço recomendado na tabela 3, ou com o fck indicado no projeto de execução e montagem das lajes.
Espalhe bem o concreto preenchendo todos os espaços vazios principalmente nos encontros entre as vigas e lajotas garantindo a solidez do conjunto.
Molhe bem a laje durante 5 dias após o capeamento efetuando assim a cura do concreto.



ATENÇÃO: Retire o escoramento somente 21 dias após a concretagem.


Não esqueça!!

Caixas de luz


As caixas que receberão depois os suportes para fixação de lâmpadas devem ser preferencialmente as redondas e de plástico, pois inibem a ocorrência de curtos circuitos muito comuns em caixas metálicas. Outra coisa que deve se observar na instalação das mesmas é a distribuição. Deve atentar para que fiquem sempre centralizadas dentro da área da laje que irá formar determinado cômodo da obra. Pois uma caixa destas fora do centro causará uma péssima impressão depois do acabamento.


Entrada e saída


Dê atenção especial aos pontos onde irão entrar e sair a energia para distribuição entre os pontos existentes na casa. Prefira sempre colocar o ponto de entrada o mais próximo da entrada da casa, se possível o mais próximo do padrão, para evitar gastos desnecessários com fiação. Não se esqueça de deixar pelo menos uma ponta da mangueira conduítes descendo em cada cômodo para a parede do mesmo este deve ainda ser preferencialmente posicionada na parede onde irá receber o interruptor para a lâmpada “iluminação” do cômodo. Consulte sempre que necessário o profissional responsável pelo projeto elétrico para saber qual a melhor opção.


Esgoto


Caso a construção venha a ter mais um andar acima, principalmente onde haverá banheiros ou cozinha, deve-se preparar a laje com rebaixo para a colocação de caixa de captação da água, como no caso dos ralinhos de chuveiro, não se esquecendo de também se fazer um rebaixo de no mínimo 12 cm para comportar a tubulação do vaso sanitário.


Dicas:

No momento do enchimento da laje, preocupe-se para que não haja amassamento dos conduítes, pois isto poderá até inutilizar o mesmo com o impedimento da passagem dos fios.
Nas caixa de luz cuide para que todas sejam preenchidas com papel ou outro material para evitar a entrada de concreto nas mangueira. E certifique-se de que estão presas ao taipá e às ferragem para evitar deslocamentos.

7 comentários :

Pedro Saldanha disse...

Muito proveitoso para mim.obrigado

Joãobaptista disse...

Muito bom, gostei das informações

francisco glaydson disse...

Muito bom, faltou um vídeo para vermos melhor o projeto

francisco glaydson disse...

Muito bom, faltou um vídeo para vermos melhor o projeto

Aldo Ramos de Oliveira disse...

Obrigado pelas informações!

iran goncalvespereira disse...

para uma lajem não ter vazamento eu faço com um caimento de 2% , lajem q não empossa não vasa

milton neves da assunçao disse...

Perfeito muito bom ,Obrigado pelas valiosas informaçoes MEIA COLHER.

Anterior Proxima Página inicial

Receba no seu e-mail!

Curta a página!