Steel Frame: Passo-a-passo de como fazer!


montagem Steel Frame

Nesta matéria, vamos explicar passo a passo como montar o Steel Frame, desde a preparação do terreno até a finalização da estrutura, para que você possa conhecer melhor essa técnica construtiva e se preparar para utilizá-la em seu próximo projeto.

O sistema construtivo conhecido como Steel Frame, que utiliza perfis de aço galvanizado para compor a estrutura da edificação, tem se tornado cada vez mais popular no Brasil nos últimos anos. 

Além de proporcionar uma construção mais rápida e limpa, o Steel Frame apresenta diversas outras vantagens, como a facilidade de manutenção, a possibilidade de personalização e a sustentabilidade. No entanto, para obter todos esses benefícios, é fundamental que a montagem seja realizada de forma adequada e seguindo as normas técnicas estabelecidas. 

Passo a passo do Steel Frame

A construção do sistema construtivo Steel Frame envolve diversos processos e etapas, que requerem planejamento, mão de obra qualificada e atenção aos detalhes. Segue abaixo um passo a passo detalhado de como é feita a construção:

1 - Fundação:

A fundação utilizada na construção com desse sistema construtivo pode variar dependendo das características do terreno e das condições locais. No entanto, uma das fundações mais comuns utilizadas em construções com Steel Frame é a fundação do tipo radier.

O radier é uma laje de concreto armado que é dimensionada para distribuir o peso da construção de forma uniforme sobre toda a superfície do terreno. Ele é indicado para terrenos com baixa resistência do solo, onde outras fundações como as estacas, por exemplo, seriam inviáveis.


2 - Posicionamento dos painéis: 

Com a fundação pronta, é hora de começar a montar a estrutura. Os painéis estruturais de aço galvanizado são fixados no solo e nas vigas de apoio da fundação, de acordo com o projeto estrutural. Os painéis são leves e fáceis de manusear, o que torna a montagem rápida e precisa.

3 - Montagem das paredes externas e internas: 

As paredes externas e internas do Steel Frame são feitas com placas de OSB (madeira de alta densidade), seguidas por uma camada de isolante termoacústico e acabamento em drywall (placas de gesso acartonado). 

As paredes são pré-fabricadas em módulos, o que facilita o transporte e a montagem no local. As paredes são fixadas nos painéis estruturais e nas vigas de apoio da fundação.

4 - Cobertura: 

A cobertura do Steel Frame pode ser feita com telhas de cerâmica, metálicas ou de fibrocimento, ou ainda com lajes pré-fabricadas

A estrutura da cobertura é feita com perfis metálicos, que são fixados nos painéis estruturais. O tipo de cobertura escolhido vai depender das características climáticas da região e das preferências estéticas do proprietário.

5 - Laje: 

Se for necessário construir uma laje, ela pode ser feita com painéis de concreto pré-fabricado ou com concreto moldado in loco. A laje é apoiada nos painéis estruturais e nas vigas de apoio da fundação. É importante garantir que a laje esteja bem nivelada e impermeabilizada.

 6 - Esquadrias: 

As esquadrias do Steel Frame são fixadas nas aberturas pré-dimensionadas no projeto estrutural. As esquadrias podem ser feitas de alumínio, PVC ou madeira, e devem ser instaladas com precisão, garantindo uma boa vedação e segurança.

7 - Isolamento térmico e acústico: 

O isolamento termo acústico é uma das principais vantagens do Steel Frame. Ele é feito com lã de vidro, lã de rocha, espuma de poliuretano ou outros materiais isolantes, que são colocados entre as placas de OSB e o drywall. 

O isolamento deve ser feito com cuidado e precisão, para garantir que a construção seja confortável e eficiente em termos de consumo de energia.

Outra vantagem do sistema Steel Frame é a facilidade de instalação de sistemas hidráulicos, elétricos e de climatização, que podem ser embutidos nas paredes e no teto, sem a necessidade de quebra-quebra ou outras intervenções que gerem sujeira e transtornos.

Veja também: 

Além disso, é um sistema construtivo sustentável, pois permite o reaproveitamento de materiais e a redução do desperdício de recursos naturais. O sistema também permite a criação de projetos arquitetônicos modernos e personalizados, com flexibilidade para adaptações e ampliações futuras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRAÇO DE CONCRETO: o que é e tabelas com quantidade de material!

Aprenda como tirar o esquadro de um terreno!

Aprenda como passar VENENO no mato com bomba - Roundup!

Medidas dos Canos de PVC: saiba a Bitola dos Tubos!