12 dicas para Diminuir a Conta de Luz Elétrica da casa!


12 dicas diminuir conta luz

A conta de luz é um dos gastos mais comuns das residências e empresas em todo o mundo. Com o aumento dos preços da energia elétrica, muitas pessoas estão procurando maneiras de economizar na conta de luz. 

Nesta matéria, vamos explorar 12 dicas práticas para economizar energia elétrica e diminuir o valor da sua conta de luz, desde pequenas mudanças nos hábitos diários até a aquisição de novos aparelhos.

Todas as dicas apresentadas são fáceis de implementar e podem trazer grandes benefícios para o seu bolso e para o meio ambiente. Se você está procurando maneiras de economizar dinheiro na sua conta de luz, continue lendo para descobrir como colocar essas dicas em prática.

1 - Lâmpadas de LED gastam menos

A troca das lâmpadas incandescentes e fluorescentes por lâmpadas de LED é uma das maneiras mais eficazes de economizar energia elétrica e reduzir a conta de luz.

As lâmpadas de LED consomem até 90% menos energia do que as lâmpadas convencionais e têm uma vida útil muito mais longa. 

Além disso, elas produzem menos calor, o que significa que você pode economizar ainda mais na conta de ar-condicionado. A troca das lâmpadas é uma solução simples e de baixo custo que pode reduzir significativamente o gasto com energia elétrica.

2 - Aparelhos com classificação A

Os aparelhos eletrônicos são um dos maiores responsáveis pelo consumo de energia em uma casa ou empresa. Portanto, a escolha de aparelhos com eficiência energética pode reduzir significativamente o valor da conta de luz. 

Sempre que possível, escolha aparelhos com classificação energética A ou superior. Normalmente vem marcado na parte de trás do aparelho, com um adesivo mostrando sua classificação energética.

Os aparelhos com classificação energética A são aqueles que consomem menos energia elétrica em comparação a outros aparelhos similares. Essa classificação é determinada pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e indica a eficiência energética do produto, levando em consideração diversos fatores, como consumo de energia e emissão de gases poluentes.

3 - Ar-condicionado gasta muito

O ar-condicionado é um dos aparelhos que mais consome energia elétrica em uma casa ou empresa e se não for usado com sabedoria e moderação, pode significar um aumento bem alto na fatura de luz.

Recomendamos que você mantenha as portas e janelas fechadas para evitar a entrada de calor externo, limpe os filtros regularmente para evitar esforço do aparelho, escolha a temperatura ideal (entre 23°C e 26°C) e desligue o aparelho quando não houver ninguém no ambiente.

Em média, estima-se que o uso de um ar-condicionado pode representar um aumento de cerca de 30% a 40% na conta de luz. Isso significa que, se a sua conta de luz é de R$ 100,00 por mês, por exemplo, e você começa a usar um ar-condicionado, é provável que a sua conta de luz aumente para algo entre R$ 130,00 e R$ 140,00.

No entanto, esse valor pode variar bastante dependendo das condições acima mencionadas. Por exemplo, se você usar o ar-condicionado por muitas horas por dia e manter a temperatura muito baixa, o aumento na conta de luz será maior.

4 - Aproveite a luz natural

Abra as cortinas e persianas durante o dia para deixar a luz entrar e desligue as luzes sempre que possível. Além disso, escolha cores claras para as paredes, tetos e móveis, pois elas refletem a luz e reduzem a necessidade de iluminação artificial.

5 - Instale painéis solares

Os painéis solares geram energia elétrica a partir da luz solar e podem ser instalados em casas, empresas e edifícios públicos. 

Embora a instalação seja um investimento inicial significativo, os painéis solares podem reduzir a conta de luz em até 90% e oferecem uma fonte de energia limpa e renovável.

Os painéis solares são compostos por células fotovoltaicas que convertem a luz solar em energia elétrica. Quando a luz solar incide sobre as células fotovoltaicas, os elétrons presentes no material do painel são excitados, gerando uma corrente. 

Essa corrente é então enviada para um inversor solar, que converte a corrente contínua em corrente alternada, que é a forma de energia elétrica utilizada em residências e empresas.


A energia elétrica gerada pelos painéis solares pode ser utilizada diretamente na casa ou empresa, reduzindo a quantidade de energia comprada da concessionária.

6 - Desligue as luzes ao sair

É fácil esquecer, mas lembre-se sempre de apagar as luzes quando sair de um ambiente para evitar o desperdício de energia.

Saiu de um cômodo para o outro, lembre-se de apagar as luzes, pois pode ser que você esqueça ela acesa durante longos períodos do dia e, dessa forma, irá aumentar o consumo de energia.

7 - Ventilador gasta menos que ar-condicionado?

Sim, em geral, o ventilador gasta menos energia do que o ar-condicionado. Isso porque o ventilador utiliza um motor que consome menos energia para produzir o vento que circula o ar no ambiente, enquanto o ar-condicionado utiliza um compressor que consome mais para refrigerar o ar e manter a temperatura ambiente baixa.

Para se ter uma ideia, em média, um ventilador consome entre 50 e 80 watts por hora, enquanto um ar-condicionado pode consumir entre 700 e 1500 watts por hora, dependendo da capacidade do aparelho e da temperatura ambiente. 

Ou seja, o ar-condicionado pode consumir até 20 vezes mais energia do que o ventilador.

Por isso, se o objetivo é economizar energia elétrica e reduzir o impacto na conta de luz, é recomendável usar o ventilador sempre que possível, principalmente em dias mais amenos ou à noite, quando a temperatura é mais baixa. 


Em dias muito quentes, quando o uso do ar-condicionado se torna necessário, é importante usar o aparelho de forma consciente e moderada, ajustando a temperatura para um nível confortável e desligando-o quando não houver ninguém no ambiente.

8 - Máquina de lavar roupas consomem bastante

A máquina de lavar roupas e a lava-louças podem consumir muita energia elétrica, mas você pode economizar usando-as com sabedoria. 

Muitas pessoas usam a máquina diversas vezes na semana com pouca roupa no seu interior para lavar. Portanto, a dica que damos é que você acumule uma boa quantidade de roupas para lavar tudo de uma vez.

9 - Tome banhos mais rápidos

Banhos longos podem aumentar um pouco a conta de luz elétrica, mas não costumam ter um impacto significativo, a menos que sejam tomados com frequência e em horários de pico.

O aquecimento da água é geralmente feito por meio de um chuveiro elétrico, que consome energia elétrica para aquecer a resistência e, consequentemente, a água. Em média, um chuveiro elétrico de 5.500 watts pode consumir cerca de 25 litros de água quente em uma hora de uso contínuo, o que representa um gasto médio de cerca de R$ 0,50 por hora, considerando a tarifa média de energia no Brasil.

Assim, um banho longo de uma hora pode custar cerca de R$ 0,50 em energia elétrica, o que não é um valor muito alto em comparação a outros aparelhos que consomem mais energia, como o ar-condicionado, por exemplo. 

No entanto, se o banho for tomado em horários de pico, como no final da tarde ou à noite, o valor pode ser um pouco maior, devido ao aumento da tarifa nesses horários.

Para economizar no banho, é recomendável tomar banhos mais curtos, de no máximo 10 a 15 minutos, e ajustar a temperatura do chuveiro para um nível confortável, sem exageros. 

Também é possível optar por chuveiros mais eficientes, como os modelos com sistema de aquecimento a gás ou solares, que consomem menos energia elétrica e são mais econômicos a longo prazo.

10 - Qual o horário de pico e porque evitar?

Os horários de pico são aqueles em que a demanda por energia elétrica é mais alta, geralmente durante a tarde e a noite, onde no verão é entre as 17h e as 22h, enquanto no inverno o pico costuma ocorrer mais cedo, entre as 18h e as 20h.

Evite usar aparelhos elétricos durante esses horários, pois o consumo pode ser mais caro. Tente fazer uso desses aparelhos durante os horários fora de pico para economizar na conta de luz.

Evitar usar muitos eletrônicos ou tomar banhos demorados no horário de pico, pois nesses momentos a demanda é muito alta e pode levar a um aumento do preço da energia, já que as distribuidoras precisam acionar usinas termelétricas, mais caras, para suprir a demanda.

11 - Ar-condicionado inverter são mais econômicos

O ar-condicionado inverter gasta menos energia elétrica porque possui um sistema de controle de temperatura mais eficiente. 

Enquanto os aparelhos convencionais de ar-condicionado funcionam com ciclos de liga/desliga para controlar a temperatura do ambiente, os aparelhos inverter ajustam a velocidade do compressor para manter a temperatura desejada de forma mais precisa e constante.

Isso significa que o compressor do ar-condicionado inverter não precisa trabalhar em sua capacidade máxima o tempo todo, o que ajuda a economizar energia elétrica. 

Além disso, como o sistema inverter mantém a temperatura do ambiente mais estável, ele não precisa trabalhar tanto para reaquecer ou resfriar o ambiente sempre que há uma mudança na temperatura externa.

Outra vantagem é que ele é mais silencioso e confortável, já que não tem as oscilações bruscas de temperatura que ocorrem nos modelos convencionais. 


12 - O stand-by aumenta a conta de luz?

Sim, o modo stand-by dos aparelhos pode aumentar a conta de luz, embora o impacto na conta não seja tão grande quanto o uso direto dos aparelhos. Isso porque mesmo quando um aparelho está em stand-by, ele continua consumindo uma pequena quantidade de energia elétrica para manter o circuito elétrico ativo e permitir que o aparelho seja ativado mais rapidamente.

Nós já temos outra matéria aqui no site mostrando quantos % é o aumento na fatura de luz com o uso mensal dos aparelhos em modo de repouso. Confira aqui: consumo do stand-by.

Embora o consumo em stand-by seja geralmente menor do que quando o aparelho está em uso direto, o uso prolongado do modo stand-by pode acumular um consumo significativo de energia elétrica ao longo do tempo e, portanto, contribuir para um aumento da conta de luz.

Então é isso! Agora coloque em prática tudo o que foi falado na matéria e reduza significativamente a sua fatura da conta de energia elétrica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aprenda como tirar o esquadro de um terreno!

TRAÇO DE CONCRETO: o que é e tabelas com quantidade de material!

Distância entre Pilares ou Coluna (vão)

13 modelos e projetos de Casas Meia água simples e barata