ALVENARIA: Passo a passo de como construir!


construção de alvenaria

A alvenaria é uma das técnicas de construção mais antigas e ainda muito utilizada na construção civil. Ela é responsável por criar paredes, muros e estruturas, utilizando tijolos, blocos ou pedras, unidos por argamassa. 

Além de ser uma técnica durável e resistente, a alvenaria permite diversas possibilidades de acabamento, sendo utilizada tanto em construções rústicas como em projetos modernos. 

Nesta matéria, iremos explorar mais sobre os diferentes tipos de alvenaria, seus materiais e técnicas de construção, além de apresentar dicas importantes para a execução de uma obra em alvenaria.

O que é alvenaria? 

Alvenaria é uma técnica de construção que consiste em criar paredes, muros, lajes e estruturas utilizando materiais como tijolos, blocos, pedras ou concreto, unidos por argamassa. 

A técnica é antiga e tem sido utilizada há milhares de anos em todo o mundo, sendo uma das principais formas de construção civil, onde as paredes podem ser feitas de diferentes tipos de materiais, como tijolos cerâmicos, blocos de concreto ou de pedra, e a escolha do material dependerá do projeto e do objetivo da construção. 

Além de ser uma técnica durável e resistente, também oferece diversas possibilidades de acabamento, desde revestimentos em argamassa, pinturas e texturas, até o uso de materiais como vidro, madeira e metal. 

A técnica de alvenaria continua sendo muito utilizada na construção civil, tanto em projetos residenciais como em grandes obras de infraestrutura.

Qual a função da alvenaria?

Tem diversas funções na construção civil, desde a criação de paredes e muros que dividem e protegem ambientes até a formação de estruturas que suportam a carga de outras partes da edificação. Abaixo, descrevo as principais funções:

1 - Divisão de ambientes: 
A alvenaria é muito utilizada na construção de paredes que dividem os ambientes de uma edificação, separando áreas de convívio, dormitórios, banheiros e cozinhas, por exemplo. Essas paredes têm como função delimitar espaços, proporcionar privacidade e isolamento acústico.

2 - Proteção contra intempéries: 
As paredes de alvenaria também são responsáveis por proteger a edificação contra intempéries, como chuvas, ventos e variações de temperatura. Essas paredes funcionam como barreira física, impedindo a entrada de água, vento e calor excessivo.

3 - Suporte estrutural: 
Em algumas construções, essa técnica é utilizada como parte da estrutura da edificação, suportando o peso de outras partes da construção. Nesse caso, a estrutura é conhecida como alvenaria estrutural e é utilizada principalmente em edificações de pequeno porte.

4 - Estabilidade: 
Também é responsável por garantir a estabilidade e segurança da edificação. As paredes de alvenaria ajudam a distribuir o peso da construção, evitando que ela desmorone ou sofra com ações externas.

5 - Isolamento térmico e acústico: 
A alvenaria é capaz de oferecer isolamento térmico e acústico à edificação, proporcionando um ambiente mais confortável e agradável, porque as paredes têm alta capacidade de isolamento térmico, o que ajuda a manter a temperatura interna da edificação. 

Passo a passo da construção de alvenaria

1 - Marcação da parede: 

Antes de iniciar a construção da parede de alvenaria, é preciso marcar a área em que ela será construída. Para isso, são usadas estacas e linhas de marcação, que delimitam o tamanho e a posição da parede. Essa marcação deve ser feita com precisão, para que a parede fique na posição correta em relação ao restante da construção.

Para fazer isso, siga os seguintes passos:

1.1 Definição do projeto: 
O primeiro passo para marcar a parede é definir o projeto de construção. Isso inclui o tamanho da parede, a posição das portas e janelas, a altura do pé direito, a espessura da parede, entre outros aspectos. É importante que o projeto esteja bem definido antes de iniciar a marcação da parede.

1.2 Marcação da linha de base: 
Com o projeto em mãos, é hora de começar a marcar a parede. O primeiro passo é marcar a linha de base, que será a referência para o assentamento dos tijolos. A linha de base deve ser marcada com uma trena e um nível a laser ou uma mangueira de nível com água, para garantir que esteja nivelada e alinhada com o projeto.

Já ensinamos aqui em outra matéria como fazer e usar a mangueira de nível na construção civil.

1.3 Marcação das paredes laterais: 
Com a linha de base marcada, é hora de marcar as paredes laterais da parede. Isso é feito com o auxílio de esquadros, que são colocados nos pontos de referência definidos no projeto. 

Os esquadros são ajustados de forma que fiquem perpendiculares à linha de base, e então são fixados no chão com pregos ou fita adesiva.

1.4 Marcação das portas e janelas: 
Com as paredes laterais marcadas, é hora de marcar as portas e janelas. Isso é feito com o auxílio de gabaritos, que são moldes de madeira ou metal que têm o formato exato da porta ou janela. Os gabaritos são posicionados nas paredes laterais, de acordo com o projeto, e então são fixados no chão com pregos ou fita adesiva.

1.5 Marcação das fiadas de tijolos: 
Com as paredes laterais, portas e janelas marcadas, é hora de marcar as fiadas de tijolos. As fiadas são as linhas horizontais de tijolos que formam a parede. A marcação das fiadas é feita com o auxílio de uma régua e um lápis ou um giz, seguindo as medidas definidas no projeto.

1.6 Verificação da marcação: 
Depois de marcar a parede, é preciso verificar se a marcação está correta. Isso é feito com o auxílio de um nível a laser ou uma mangueira com água, que são colocados sobre as fiadas de tijolos para verificar se estão niveladas e alinhadas. 

Se houver alguma irregularidade, é preciso fazer os ajustes necessários antes de iniciar o assentamento dos tijolos.

2 - Fundação: 

A fundação é a base da parede e garante sua estabilidade. Existem diferentes tipos de fundação, como a sapata corrida, a radier e a fundação de concreto armado. A escolha do tipo de fundação depende do projeto da construção e das características do solo em que a parede será construída. 

A fundação deve ser construída com o mesmo cuidado e precisão que a parede, para que ela suporte o peso da estrutura sem ceder ou desabar.

3 - Alinhamento e nivelamento: 

Antes de começar a assentar os tijolos, é preciso marcar o alinhamento e o nivelamento da parede. O alinhamento se refere à posição da parede em relação ao restante da construção, e o nivelamento se refere ao posicionamento da parede em relação ao solo. 

Para marcar o alinhamento e nivelamento, são usados fios de nylon esticados e níveis de bolha. Esses instrumentos garantem que a parede fique reta e na posição correta.

4 - Assentamento dos tijolos: 

Com o alinhamento e nivelamento marcados, é hora de começar a assentar os tijolos. A argamassa é aplicada na base da parede, e os tijolos são assentados, usando espaçadores para garantir a distância correta entre eles. 

Esse assentamento de tijolos é feito seguindo os seguintes passos:

4.1 Preparação da argamassa: 
Antes de começar a assentar os tijolos, é preciso preparar a argamassa. A argamassa é uma mistura de cimento, areia e água, que serve para unir os tijolos e formar a parede. 

A proporção ideal de cada ingrediente depende do tipo de tijolo e das condições do local de construção. Em geral, recomenda-se misturar 1 saco de cimento para 3 ou 4 latas de areia, adicionando água aos poucos até obter uma consistência homogênea e pastosa.

Veja: como prepara a argamassa.

4.2 Aplicação da argamassa na base da parede: 
Com a argamassa pronta, é hora de começar a assentar os tijolos. O primeiro passo é aplicar uma camada de argamassa na base da parede, que servirá como base para os tijolos. A argamassa deve ser aplicada com uma colher de pedreiro ou uma desempenadeira, de forma homogênea e sem deixar buracos ou espaços vazios.

4.3Assentamento dos tijolos: 
Com a argamassa aplicada na base da parede, é hora de assentar os tijolos. Os tijolos são colocados sobre a argamassa, com uma pequena pressão, de forma que fiquem firmemente apoiados. 

4.4 Verificação do nivelamento: 
Depois de assentar alguns tijolos, é preciso verificar o nivelamento da parede. Isso é feito com o auxílio de um nível de bolha, que é colocado sobre os tijolos para verificar se a parede está nivelada. Se houver alguma irregularidade, é preciso fazer os ajustes necessários antes de continuar a construção.

4.5 Corte dos tijolos: 
Em alguns casos, é preciso cortar os tijolos para que eles se encaixem no tamanho e formato desejados. Isso pode ser feito com uma serra para cortar pedra, uma marreta e um talhadeira ou um cortador de tijolos. É importante que o corte seja feito com precisão, para que o tijolo não fique torto ou com rebarbas.

4.6 Juntas entre os tijolos: 
Depois de assentar os tijolos, é preciso fazer as juntas entre eles. As juntas são as áreas de argamassa que ficam entre os tijolos, e servem para unir e dar acabamento à parede. As juntas devem ser feitas com uma colher de pedreiro ou uma desempenadeira, de forma que fiquem uniformes e sem buracos.

5 - Verificação do prumo: 

Durante a construção da parede, é importante verificar constantemente o prumo, ou seja, a verticalidade da parede. O prumo é verificado usando uma linha de pedreiro, que é esticada na vertical e encostada na parede. Se a parede estiver torta, é necessário fazer ajustes para corrigir o problema antes de continuar a construção.

Já explicamos aqui como usar o prumo corretamente, caso tenha dúvida, não deixe de acessar a matéria.

6 - Verificação do nivelamento: 

Além do prumo, é importante verificar o nivelamento da parede, ou seja, se ela está reta e sem ondulações. O nivelamento é verificado usando um nível de bolha, que é apoiado na parede para verificar se ela está na posição horizontal. 

Se a parede estiver desnivelada, é necessário fazer ajustes para corrigir o problema antes de continuar a construção.

7 - Acabamento: 

Depois de construir a parede, é feito o acabamento, que pode incluir o revestimento em argamassa, pintura, texturização, entre outros. O acabamento é importante para proteger a parede contra a umidade, rachaduras e outros danos, além de deixá-la com um aspecto visual mais agradável. 

O tipo de acabamento depende do projeto e das preferências estéticas do proprietário da construção.

Esses são os principais passos para a construção de uma parede de alvenaria. É importante lembrar que cada etapa deve ser feita com cuidado e precisão, para que a parede fique bem construída e resistente. 


Além disso, é fundamental seguir as normas técnicas e de segurança, para garantir que a construção seja segura e durável. Com esses cuidados, a alvenaria pode ser uma excelente opção para quem busca construir uma estrutura sólida e resistente.

Agora, para ver todo esse processo na prática, assista ao vídeo abaixo que mostra de forma bem detalhada como deve ser feita corretamente uma construção em alvenaria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

110 Volts ou 220 Volts: saiba porque existe diferença de tensão em alguns estados.

TRAÇO DE CONCRETO: o que é e tabelas com quantidade de material!

Aprenda como tirar o esquadro de um terreno!

Como consertar porta de madeira lascada, passo-a-passo!