Os 10 ERROS mais comuns na construção civil e como evitar!


erro comum nas obras de construção

A construção de uma casa é um processo complexo, especialmente para os que não entendem nada do assunto, que se deparam com situações inesperadas.

Muitas pessoas preferem investir na construção da casa própria em vez de comprá-la pronta. A vantagem disso é que você pode construir sua residência exatamente como gostaria e, ainda, de forma mais econômica, pois não precisa pagar a comissão de imobiliárias, por exemplo.

No entanto, se você se aventurar à construção de uma casa sem alguns conhecimentos básicos do que isso envolve, seu projeto pode virar um desastre e você terá de gastar muito mais do que esperava.

A construção civil é um setor fundamental da economia que envolve a construção de edifícios, estradas, pontes e outras infraestruturas. No entanto, como em qualquer setor, a construção civil está sujeita a erros que podem levar a problemas graves, incluindo falhas estruturais e problemas de segurança. 

Nesta matéria, vamos explorar os erros mais comuns na construção civil e como evitá-los.

1 - Erro de planejamento

O erro de planejamento é um dos erros mais comuns na construção civil. Ele ocorre quando o projeto não é planejado com cuidado suficiente, o que pode levar a problemas de segurança, atrasos no cronograma e orçamento excedido. 

Um dos principais problemas decorrentes da falta de planejamento é a perda de prazos e atrasos na conclusão da obra. O planejamento adequado deve levar em consideração todas as etapas da obra, desde o projeto arquitetônico até a finalização da construção, e definir prazos realistas para cada uma delas. 

Além disso, é importante considerar fatores externos que possam afetar a obra, como condições climáticas, disponibilidade de materiais e mão de obra, e definir medidas preventivas para minimizar os impactos desses fatores.

Outro aspecto importante do planejamento é a definição do orçamento e o controle dos custos. O planejamento deve levar em consideração todos os custos envolvidos na construção, desde a compra de materiais até a contratação de mão de obra e serviços terceirizados. 

É importante definir um orçamento realista e acompanhar os gastos ao longo da obra, de forma a evitar desperdícios e gastos desnecessários.

Para evitar erros na falta de planejamento, é fundamental contar com a orientação de profissionais qualificados, como engenheiros e arquitetos, que possam realizar estudos e avaliações técnicas para definir os prazos e custos adequados para cada etapa da obra. 

E é importante utilizar ferramentas de gestão de projetos e cronogramas, que permitam o acompanhamento e controle do andamento da obra. Por fim, é fundamental realizar planejamentos realistas e flexíveis, que considerem imprevistos e contingências e permitam ajustes ao longo da obra para garantir a qualidade e a segurança da construção.

2 - Falta de manutenção

A falta de manutenção é outro erro comum na construção civil. Quando uma construção é concluída, muitas vezes os proprietários negligenciam a manutenção adequada, o que pode levar a problemas graves no futuro. 

Um dos principais problemas decorrentes da falta de manutenção é a perda de durabilidade da construção. A falta de limpeza, reparos e substituição de componentes pode levar à deterioração e enfraquecimento das estruturas, resultando em problemas como rachaduras, infiltrações, desgaste prematuro de materiais e outros problemas que podem afetar a segurança e a qualidade da construção.

Outro aspecto importante da manutenção é a prevenção de acidentes e riscos à segurança. A falta de manutenção pode levar a problemas como fiação elétrica exposta, problemas de iluminação, piso escorregadio, entre outros, que podem colocar em risco a segurança dos ocupantes da construção.

Para evitar erros na falta de manutenção, é fundamental estabelecer um plano de manutenção preventiva, que inclua ações de limpeza, inspeção, reparo e substituição de componentes de forma programada e periódica. 

Além disso, é importante contar com a orientação de profissionais qualificados, como engenheiros e técnicos em edificações, que possam avaliar as condições da construção e indicar as ações de manutenção necessárias.

Outra medida importante é realizar reparos e substituições imediatamente após a identificação de problemas, evitando que eles se agravem e resultem em prejuízos maiores. 

Também é importante manter um registro documentado das ações de manutenção realizadas, bem como dos materiais e componentes utilizados, de forma a permitir o acompanhamento e controle das ações de manutenção e garantir a rastreabilidade dos materiais utilizados.

Por fim, é fundamental conscientizar os usuários e ocupantes da construção sobre a importância da manutenção preventiva e corretiva, incentivando a realização de ações simples como a limpeza periódica de áreas comuns e a identificação e comunicação imediata de problemas à administração da construção.

3 - Materiais de baixa qualidade

Um dos principais problemas decorrentes da escolha inadequada dos materiais é a falta de resistência e durabilidade da construção. Por exemplo, se forem utilizados materiais de baixa qualidade para a fundação, a estrutura da construção pode ficar comprometida, resultando em rachaduras e deformações que podem levar ao colapso da edificação. 

Da mesma forma, a escolha inadequada de materiais para as paredes, cobertura e acabamentos pode resultar em problemas de infiltração, umidade, descolamento de revestimentos e outros problemas que afetam a qualidade e a durabilidade da construção.

Outro aspecto importante na escolha dos materiais é a sua conformidade com as normas técnicas aplicáveis. Cada material de construção tem suas próprias normas de fabricação, especificações técnicas e requisitos de desempenho, que devem ser observados para garantir a qualidade e a segurança da obra. 

A escolha de materiais de construção que não atendam às normas técnicas pode levar a problemas de segurança e a possíveis sanções legais.

Para evitar erros na escolha dos materiais, é fundamental que sejam realizados estudos técnicos e ensaios para determinar as características do solo e das condições climáticas locais, bem como as exigências da norma técnica aplicável.

Além disso, é importante contar com a orientação de profissionais qualificados, como engenheiros e arquitetos, que possam indicar os materiais mais adequados para cada etapa da obra e acompanhar a sua instalação e aplicação.

4 - Falhas na fundação

As falhas na fundação são um erro grave na construção civil, que podem levar a problemas estruturais e comprometer a segurança da construção. A fundação é a base da construção, responsável por suportar todo o peso da estrutura e transmiti-lo para o solo. Portanto, qualquer problema na fundação pode afetar toda a construção e comprometer sua estabilidade.

Uma das principais causas de falhas na fundação é a falta de estudo do solo antes da construção. É fundamental avaliar as condições do solo onde a construção será realizada, de forma a escolher o tipo de fundação mais adequado para as condições do terreno. 

Diferentes tipos de solo exigem diferentes tipos de fundação, e a escolha inadequada pode resultar em problemas como afundamento, deslocamento ou inclinação da construção.

Outro problema comum é a execução inadequada da fundação. A construção da fundação deve seguir rigorosos procedimentos técnicos, incluindo a escolha de materiais adequados, o dimensionamento correto da estrutura e o controle de qualidade da execução. 

Falhas na execução da fundação podem levar a problemas como desníveis, fissuras e trincas, que comprometem a estabilidade da construção.

Para evitar falhas na fundação, é fundamental contar com a orientação de profissionais qualificados, como engenheiros especializados em fundações e geotécnicos, que possam realizar estudos e avaliações técnicas do solo e indicar as medidas adequadas para garantir a estabilidade da construção. 


Além disso, é importante escolher materiais de qualidade e contar com equipes de construção especializadas em fundações.

Outra medida importante é a realização de inspeções periódicas da fundação, de forma a identificar possíveis problemas e tomar medidas preventivas e corretivas imediatas.

5 - Problemas de impermeabilização

O processo de impermeabilização é extremamente importante na construção civil, pois a água pode ser um dos principais agentes causadores de problemas estruturais em uma edificação. A umidade excessiva pode provocar descolamento de revestimentos, corrosão de estruturas metálicas, surgimento de mofo e bolor, entre outros problemas.

Dessa forma, a impermeabilização é fundamental para evitar esses problemas e garantir a durabilidade da construção. Entretanto, muitos erros podem ocorrer durante o processo de impermeabilização, comprometendo a eficácia do sistema.

5.1 Falta de preparo da superfície

Um dos principais erros na impermeabilização é não preparar adequadamente a superfície a ser impermeabilizada. A superfície deve estar limpa, seca, livre de poeira, gordura, graxa e outras impurezas que possam prejudicar a aderência do sistema impermeabilizante. Caso contrário, a eficácia da impermeabilização será comprometida.

5.2 Utilização de materiais inadequados

Outro erro comum é utilizar materiais inadequados para o tipo de superfície e condições de uso. Existem diversos tipos de materiais impermeabilizantes, como argamassas poliméricas, mantas asfálticas, membranas líquidas, entre outros. 

Cada tipo de material possui características específicas e deve ser escolhido de acordo com as condições de uso e as características da superfície a ser impermeabilizada.

5.3 Erros na aplicação do material

Erros na aplicação do material também são comuns. É importante seguir as instruções do fabricante quanto à quantidade, tempo de secagem e demais recomendações. Além disso, é importante utilizar as ferramentas corretas e realizar a aplicação de forma uniforme.

6 - Erros na instalação elétrica

Erros na instalação elétrica são comuns na construção civil e podem ser extremamente perigosos, podendo levar a incêndios, curto-circuitos, choques elétricos e outras situações de risco para a segurança das pessoas que frequentam a construção. Por isso, é fundamental que a instalação elétrica seja realizada por profissionais capacitados e seguindo as normas e regulamentações técnicas.

É importante utilizar materiais e equipamentos de qualidade, com certificações e selos de segurança, de forma a garantir a sua eficiência e durabilidade. Além disso, é importante que os materiais e equipamentos escolhidos estejam adequados para as necessidades da construção e para as cargas elétricas que serão utilizadas no local.

É fundamental que a instalação seja planejada de acordo com as necessidades da construção, levando em consideração o número de pontos de energia, a distribuição dos circuitos e a potência necessária para cada um deles. 

Sem contar que é importante que a instalação esteja adequada às normas e regulamentações técnicas, que estabelecem os padrões de segurança e qualidade para as instalações elétricas.

A má execução da instalação elétrica também pode levar a erros graves. É importante que a instalação seja realizada por profissionais capacitados, com experiência em instalações elétricas, que possam realizar o dimensionamento correto dos fios e cabos, a fixação adequada dos equipamentos, a proteção contra curtos-circuitos e sobrecargas, entre outras medidas que garantem a segurança e eficiência da instalação.

Para evitar erros na instalação elétrica, é fundamental contar com a orientação de profissionais capacitados, como eletricistas e engenheiros elétricos, que possam realizar o planejamento adequado da instalação e a sua execução de forma segura e eficiente. 

Além disso, é importante realizar inspeções e manutenções periódicas da instalação elétrica, identificando possíveis problemas e tomando medidas preventivas e corretivas imediatas.

7 - Falhas no sistema de encanamento

As falhas no sistema de encanamento são outro problema comum na construção civil e podem gerar grandes transtornos, como vazamentos, infiltrações, mau cheiro, entupimentos e outros problemas sanitários. Por isso, é fundamental que a instalação do sistema de encanamento seja realizada com cuidado e seguindo as normas e regulamentações técnicas.

É importante utilizar materiais de qualidade, com certificações e selos de segurança, de forma a garantir a sua eficiência e durabilidade. Além disso, é importante que os materiais escolhidos estejam adequados para as necessidades da construção, como o tipo de instalação, a pressão da água, a temperatura, entre outros fatores.

É fundamental que o sistema seja planejado de acordo com as necessidades da construção, levando em consideração o número de pontos de água, a distribuição dos encanamentos, a pressão da água necessária para cada ponto, entre outros fatores. 

Além disso, é importante que o sistema esteja adequado às normas e regulamentações técnicas, que estabelecem os padrões de segurança e qualidade para as instalações hidráulicas.

Para evitar falhas no sistema de encanamento, é fundamental contar com a orientação de profissionais capacitados, como engenheiros civis e hidráulicos, que possam realizar o planejamento adequado do sistema e a sua execução de forma segura e eficiente. 


E é importante realizar inspeções e manutenções periódicas do sistema de encanamento, identificando possíveis problemas e tomando medidas preventivas e corretivas imediatas.

8 - Falhas na ventilação e na climatização

A falta de ventilação e climatização adequadas pode levar a problemas de saúde, como alergias e doenças respiratórias, além de causar desconforto aos ocupantes do edifício. 

É importante que o sistema de ventilação e climatização seja projetado corretamente e que sejam realizadas manutenções regulares para garantir o bom funcionamento.

9 - Problemas com a segurança do trabalho

A construção civil é uma atividade que apresenta diversos riscos à saúde e segurança dos trabalhadores. Problemas com a segurança do trabalho, como falta de equipamentos de proteção individual (EPIs), falta de treinamento adequado e condições inseguras de trabalho, podem levar a acidentes graves e até mesmo fatais.

É importante que a empresa responsável pela construção esteja atenta à segurança dos trabalhadores e implemente medidas de prevenção de acidentes.

10 - Falhas na gestão do projeto

A gestão do projeto é essencial para o sucesso da construção. Falhas na gestão podem levar a atrasos no cronograma, orçamento excedido e problemas de qualidade. 

É importante que a gestão do projeto seja realizada por profissionais qualificados e experientes, que estejam atentos aos prazos, ao orçamento e à qualidade do trabalho.

Recomendo que leia: Em conclusão, a construção civil apresenta diversos desafios e riscos, mas é possível evitar os erros mais comuns adotando medidas preventivas. É fundamental que a construção seja planejada com cuidado, utilizando materiais de qualidade e contando com profissionais qualificados e experientes em todas as etapas do projeto. 

Além disso, a manutenção regular, a atenção à segurança do trabalho e a gestão eficiente do projeto são fundamentais para garantir a qualidade e a segurança

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

110 Volts ou 220 Volts: saiba porque existe diferença de tensão em alguns estados.

TRAÇO DE CONCRETO: o que é e tabelas com quantidade de material!

Aprenda como tirar o esquadro de um terreno!

Como consertar porta de madeira lascada, passo-a-passo!