Qual é a diferença entre Porcelanato e Cerâmica?


diferença entre Porcelanato e Cerâmica

Quando se trata de escolher o revestimento ideal para pisos, duas opções comuns são o porcelanato e a cerâmica. Embora ambos sejam materiais cerâmicos, existem diferenças significativas entre eles em termos de composição, resistência, estética e aplicação. 

Nesta matéria, vamos explorar detalhadamente quais são as diferenças dos pisos porcelanato e cerâmica, explicando de forma clara as características de cada tipo para ajudar você a tomar uma decisão certa ao planejar comprar, instalar ou reformar a sua casa.

Diferenças entre pisos de cerâmica e porcelanato

Logo abaixo descreveremos todas essas distinções entre cada tipo de material que é adquirido para ser assentado no chão para fazer o revestimento do contrapiso. Os tópicos serão os seguintes:
  • Composição e Processo de Fabricação
  • Resistência e Durabilidade
  • Absorção de Água e Resistência à Umidade
  • Variedade de Cores, Padrões e Texturas
  • Aplicações e Localidades Recomendadas
  • Instalação e Manutenção
  • Custo e Disponibilidade

1 - Do que são feitos (composição)?

A cerâmica é geralmente feita de argilas comuns, que são encontradas em abundância na natureza. Essas argilas são misturadas com outros materiais, como areia, feldspato e caulim, para obter a composição desejada. 

A mistura é então moldada em formato de peças cerâmicas, como azulejos ou pisos, por meio de processos como a prensagem ou a extrusão e o resultado são essas peças que encontramos em lojas de materiais de construção.

Veja também: diferença de azulejo e piso.

O porcelanato é feito de argilas especiais de alta qualidade, também conhecidas como porcelanatos finos, que são encontradas em depósitos selecionados, onde essas argilas são mais puras e contêm uma quantidade menor de impurezas em comparação com as utilizadas na fabricação de cerâmica convencional.

2 - Como são feitos (processo de fabricação)?

O processo de fabricação da cerâmica envolve várias etapas, onde na primeira as matérias-primas são misturadas e trituradas até formarem uma massa homogênea como se fosse uma pasta. 

Essa massa é então moldada nas formas desejadas por meio de prensagem ou extrusão. Em seguida, as peças são secas para remover a umidade e, finalmente, são queimadas em fornos a temperaturas relativamente baixas, geralmente entre 900°C e 1100°C.

piso ceramico

Já o processo de fabricação do porcelanato, por sua vez, é mais rigoroso e exigente. Após a mistura das argilas especiais, a massa resultante é prensada a seco em grandes prensas hidráulicas. 

Isso cria peças compactas e de alta densidade, que em seguida, são submetidas a um processo de queima em fornos a temperaturas muito altas, normalmente acima de 1200°C. Essa alta temperatura permite a sinterização das partículas de argila, resultando em um produto final extremamente denso e resistente.

3 - Qual é mais resistente e dura mais?

O porcelanato é geralmente considerado mais resistente e dura mais do que a cerâmica e isso se deve à sua composição mais densa e ao processo de fabricação mais rigoroso como citamos anteriormente.

Devido à sua alta densidade e sinterização das partículas de argila durante a queima em altas temperaturas, o porcelanato apresenta maior resistência ao desgaste, impacto e aranhões no piso em comparação com a cerâmica. 
As peças lascam menos, também tem menos trincas e quebras, o que o torna mais adequado para áreas com alto tráfego ou onde objetos pesados possam cair.

piso porcelanato

Sem contar que o porcelanato possui uma absorção de água muito baixa, geralmente inferior a 0,5%, tornando-o altamente resistente à umidade, evitando problemas como expansão, descoloração ou deterioração em áreas molhadas. 

Por isso, geralmente os pisos de cerâmica precisam ter uma junta de dilatação (espaço entre as peças) maior, pois com a mudança de temperatura e umidade, eles se expandem muito mais. Isso pode causar até o descolamento das peças assentadas se forem fixadas erradas.


Portanto, os pisos de cerâmica são mais suscetívis a lascamentos e rachaduras, tornando-a menos adequada para áreas com alto tráfego ou onde objetos pesados podem cair, como cozinhas e corredores.

4 - Variedade de Cores, Padrões e Texturas

A cerâmica apresenta uma variedade significativa de cores e padrões e pode ser encontrada em uma ampla gama de tonalidades, desde cores neutras, como branco, bege e cinza, até cores vibrantes e intensas, como azul, verde, vermelho e amarelo. 

Outra vantagem da cerâmica é que ela pode imitar outros materiais, como pedra, madeira, tijolos, entre outros, permitindo uma aparência realista e texturizada para o ambiente em que ele for aplicado. Assim, é possível obter o visual desejado, sem a necessidade de utilizar materiais naturais mais caros e difíceis de manter.

O porcelanato também oferece uma vasta gama de opções de cores, padrões e texturas e devido ao seu processo de fabricação mais avançado, ele é capaz de reproduzir com maior fidelidade a aparência de outros materiais, como pedra natural, madeira, concreto, mármore e granito. 

Essa reprodução é possível graças às técnicas de impressão em alta definição, que permitem criar texturas e padrões mais realistas.

5 - Onde pode aplicar?

Tanto o porcelanato quanto a cerâmica são boas opções para áreas internas de baixo até alto tráfego, como salas de estar, quartos, corredores e halls de entrada. No entanto, devido à sua resistência superior, o porcelanato é geralmente mais recomendado para áreas com alto tráfego de pessoas ou máquinas, onde há maior desgaste e riscos de impacto, podendo ser utilizado em lojas, escritórios e espaços públicos.

piso ceramico porcelanato

Para áreas úmidas, como cozinhas e banheiros, o porcelanato é a escolha mais indicada devido à sua baixa absorção de água. Ele é resistente à umidade do vapor do chuveiro que se acumula sobre as peças, evitando deformações e danos causados pela água. 
A cerâmica também pode ser usada nessas áreas, mas é importante ter em mente que ela é mais porosa (absorve mais água) e pode ser menos resistente à umidade.

Ambos os tipos de piso podem ser utilizados em áreas externas, como varandas, terraços e áreas de lazer ao ar livre, mas é importante escolher modelos específicos para uso externo e que são projetados para resistir à exposição aos elementos. Também leve em consideração comprar os pisos antiderrapantes para locais onde as pessoas precisam caminhar após a chuva cair.

A cerâmica é frequentemente utilizada para revestir paredes, especialmente em banheiros, cozinhas e áreas de serviço, porque ela oferece uma grande variedade de cores, padrões e texturas, permitindo criar efeitos visuais decorativos.

6 - Diferença na instalação ou assentamento

Tanto o porcelanato quanto a cerâmica podem ser instalados de forma semelhante, geralmente por meio da aplicação da argamassa na parte de baixo das peças e rejunte nas juntas de dilatação. 

No entanto, como geralmente as peças de porcelanato são maiores e com medidas mais precisas, eles usam juntas de dilatação menores e precisam de um cuidado maior ao assentar as peças. A argamassa recomendada para esse tipo de piso é a ACIII ou AC3 e para cerâmicas as argamassas ACI, ACII ou AC1 e AC2.


7 - Qual é mais caro e mais barato?

Em geral, o piso de cerâmica é mais barato do que o porcelanato. O preço médio da cerâmica no Brasil varia de aproximadamente R$ 20 a R$ 80 por metro quadrado, dependendo das características do produto. 

Por exemplo, cerâmicas com designs mais simples, tamanhos padrão, acabamentos básicos e de marcas mais famosas costumam ter preços mais baixos, enquanto as com designs elaborados, tamanhos especiais ou acabamentos especiais podem ter preços mais altos.

Por outro lado, o porcelanato, devido à sua maior resistência e qualidade, tende a ser mais caro. O preço médio do porcelanato varia de aproximadamente R$ 40 a R$ 200 por metro quadrado

Por exemplo, porcelanatos de grandes formatos, com designs sofisticados, acabamentos especiais ou características técnicas avançadas como os esmaltados, retificados ou antiderrapantes, tendem a ter preços mais altos. 

Por exemplo: cerâmicas simples de 40x40 centímetros podem ter um preço médio de R$ 30 por metro quadrado ou peças com design elaborado de 60x60 cm com preço médio de R$ 70 por metro quadrado. 

Já no caso do porcelanato, podemos ter um de 60x60 centímetros de uma marca renomada com preço médio de R$ 100 por metro quadrado ou um de grandes formatos, como o 90x90 com preço médio de R$ 150 por metro quadrado.

Lembrando que esses são apenas exemplos e os preços reais podem variar amplamente dependendo de diversos fatores mencionados anteriormente. É sempre recomendado realizar uma pesquisa detalhada, comparar preços em diferentes lojas e considerar as características e necessidades específicas do projeto antes de tomar uma decisão final.


Então, essas foram as diferenças dos pisos de porcelanato e de cerâmica. Agora, analise tudo o que foi falado na matéria e faça sua escolha, sempre levando em conta o local que ele será instalado, a escolha das cores e o quanto você pode gastar na compra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aprenda como tirar o esquadro de um terreno!

Aprenda como fazer a tesoura do telhado de casa!

Distância entre Pilares ou Coluna (vão)

TRAÇO DE CONCRETO: o que é e tabelas com quantidade de material!